Cetesb interdita lixão em Ilha Comprida

O local recebia 7 toneladas de resíduos por dia e está em situação irregular há 10 anos. A Prefeitura de Ilha Comprida pediu 90 dias para desativar o local.

A Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) interditou na terça-feira (04/08/09) um lixão em Ilha Comprida. Segundo os técnicos da Cetesb, além do risco de doenças, o lixo espalhado também contamina todo o solo da região.

Lixão deteriora rapidamente a APA Ilha Comprida, segundo estudos a respeito da formação geológica de Ilha Comprida publicados na Revista UnG/Geociências

“A história da evolução geológica e, conseqüentemente geomorfológica, faz com que a Ilha Comprida apresente extrema fragilidade ambiental, mormente na sua extremidade setentrional, como já havia sido constatada pelo menos desde 21 anos antes da criação da APA (GEOBRÁS, 1966), que foi criada através de decreto do Governo Estadual no 26.881 de 1987.

A Ilha Comprida é completamente dependente do continente para suprimento de água potável, que hoje é fornecida pela SABESP (Saneamento Básico do Estado de São Paulo) através da ETA (Estação de Tratamento de água de Iguape).

Tanto o número crescente de turista, além dos residentes no município e principalmente o loteamento clandestino de praticamente toda a Ilha Comprida, comprometendo a qualidade ambiental desta APA, pois praticamente inexiste preocupação das autoridades municipais com as questões ligadas aos saneamento básicos.

Para minimizar os impactos ambientais na APA da Ilha Comprida, que tendem a agigantar-se exponencialmente em função da explosão demográfica, seriam recomendáveis as seguintes medidas de mitigação:
• C onscientização dos munícipes e dos turistas sobre as questões ambientais;
• Regulamentação completa dos loteamentos e demarcações claras dos limites da ZVS (Zona de Vida Silvestre) e ARIE (Área de Relevante Interesse Ecológico) da APA da Ilha Comprida;
• A mpliação da rede de esgotos e da capacidade de tratamento para à toda a população do município de Ilha Comprida;
• C oleta e disposição do lixo doméstico em local mais apropriado, se possível no continente, com mínima preparação do aterro como, por exemplo, a
impermeabilização;
• Coleta seletiva dos lixos doméstico e comercial plásticos, vidros, metais, e papel, como possível implantação da reciclagem;
• Organização de cooperativa de pessoas que vivam de materiais fornecidos pelo lixão, para possibilitar vida mais digna; e
• Organização e credenciamento oficial de entidades ecoturísticas, que cuidem da conservação e proteção de manguezais, dunas e sambaquis.

7 respostas para Cetesb interdita lixão em Ilha Comprida

  1. Adilson Francisco

    Sou de São Paulo, foi visitar a Ilha Cumprida e simplismente fiquei apaixonado pelo local, resolvi compra um terreno, para construir uma casa como eu queria, infelismente estou desanimado em investir no terreno depois de visitar outras vezes; já havia percebido o lixo em todo lugar da Ilha ate na praia, mesmo antes da reportagem na TV, alem do mais fiquei chocado em saber o predio da Prefeitura não e proprio eles pagam aluguel não se sabe pra quem, com tanta terra vazia, porque não tem um predio proprio?
    Espero que os proximos governantes sejam mais sabios em adminstrar o que não e deles, é do povo e do futuro, eles vão mais a Ilha fica, como?

  2. Eu defendo esse lugar maravilhoso que para minha visão e um paraiso porem esta cidade maravilhosa que e ilha comprida não merece um administração de um prefeito tão incompetente esses do psdb que anos não dão realmente uma administração que merece este paraiso chamado ilha comprida assim o povo tem o prefeito que merece.

    prida.

  3. Gerald da costa lima

    Boa noite !!!!!

    Sou morador de São Paulo capital comprei um terreno na ilha pois achei o local maravilhoso,realmente muito lindo.
    E,em um belo dia reuni minha familia e fui pra lá,melhor não tivesse ido.Chegando lá deparei com algo estarrecedor,Uma area de no minimo umas 6 quadras junto com meu terreno havia virado um lixão a ceu aberto…Um verdadeiro criatorio de urubus e ratazanas.Achei isso um descasso pois liguei na prefeitura e não me deram nenhuma explicação.Pediram pra mim fazer uma topografia do terreno para que eles pudessem analizar.Tiveram a cara de pau de me dizerem que não estavam sabendo de nada.Comprar um terreno na ilha comprida pra mim foi a pior decisão que fiz na vida.Comprei,paguei e ele esta lá entregue as baratas.
    Uma vergonha !!!!

  4. Oq vc achariam sobre a ideia de fazer um industria de reciclagem com todo esse lixo de ilha comprida fazendo com que os caminhão de lixo descarregassem dentro da industria e la tendo pessoas preparadas para separar esse material e revendendo para fora ? ein.

  5. Que vergonha. entra um sai outro e a bagunça continua. Cadê a a coleta seletiva e a destinação correta para esse lixo.

  6. Resido em Sorocaba e sou proprietário de imóvel na ilha comprida, posso dizer que a imensa maioria de dos proprietários não residentes como eu, temos muito cariinho por está cidade a qual sempre fomos muito bem tratado pelo querido povo da Ilha.
    Também concordamos que se não forem tomadas medidas com relação a ocupação, a situação ficará difícil.

  7. Até que enfim alguém resolveu dar ênfase a este problema que já fez muitos aniversários. Esperemos que não morra na reportagem da TV. Que se continue a fiscalizar e obrigar os responsáveis a tormar as providências necessárias. Ilha Comprida, além de muito bela é um lugar carente de tudo, não obstante os esforços de uns poucos, que contra uns muitos não conseguem mudar uma situação que, do jeito que está, favorece não a estes muitos, mas a uma meia duzia que se valem destes muitos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

You are commenting using your Twitter account. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

You are commenting using your Facebook account. Sair / Alterar )

Connecting to %s