Vale do Ribeira já tem mais de 2 mil Empreendedores Individuais

Dados mostram os impactos positivos do programa. Além de poder emitir nota fiscal, o empreendedor passa a ter proteção da Previdência Social.

Levantamento do escritório regional do Sebrae-SP no Vale do Ribeira sobre os Empreendedores Individuais (EIs) feito com base nos dados da Receita Federal mostra que a região alcançou a marca de 2 mil formalizações no mês de abril. Registro é a cidade que mais tem EIs. São 426 pessoas que decidiram sair da informalidade para conquistar vôos mais altos.

Um dos dados da pesquisa nacional mostra que 6.289 EIs já ultrapassaram o teto de R$ 36 mil por ano e migraram para a condição de microempresa, com faturamento de até R$ 240 mil. Outro dado: dos 526.234 empreendedores individuais que entregaram a declaração de receita até 15 de março deste ano,19.570 contrataram empregados, ou seja, geraram 19.570 empregos com carteira assinada – cada empreendedor individual pode ter um empregado.

A mostra é uma radiografia desse público e evidencia impactos positivos do programa. “Qualquer cidadão que queira iniciar um negócio formal tem que adquirir um CNPJ. A figura do empreendedor individual é para são aquelas pessoas que trabalham por conta própria e querem se formalizar e adquirir cidadania. São para aquelas profissões que não requerem formação científica. Os benefícios para quem se formaliza são: entrar para a previdência social, ter condições de pedir empréstimos, fornecer produtos e serviços para uma empresa ou governo e comprovar renda”, comenta o gerente do Sebrae-SP na Baixada Santista, Paulo Sergio Brito Franzosi.

Para o gerente, os números positivos mostram que o programa foi bem recebido pelos empreendedores da região do Vale do Ribeira, que cada vez mais estão em busca de melhorias para seus negócios.“Estamos sempre à disposição para ajudar os empreendedores nesta importante iniciativa, e colaborar para fazer a empresa ser sustentável e gerar lucros”, ressalta o gerente.

Quem pretende sair da informalidade pode buscar capacitação prévia no escritório regional do Sebrae-SP no Vale do Ribeira. O Sebrae-SP realiza também diversas palestras e oficinas que podem esclarecer sobre como se tornar EI e como abrir uma empresa. Local: Sebrae-SP Escritório Regional Vale do Ribeira – Rua José Antônio de Campos, 297 – Registro-SP. Tel:. (13) 3821-7111

Confira algumas destas atividades:

Palestra – Mei
Datas: 28/06 às 19h, 01/07 às 15h e 08/07 às 15h,
Palestra – Comece Certo
Data: 17/06/11 às 15h

Números de Eis no Vale do Ribeira – atualizados até 16/05

Barra do turvo – 23
Cajati – 241
Cananéia – 94
Eldorado – 149
Iguape – 175
Ilha Comprida – 380
Iporanga – 21
Itariri – 34
Jacupiranga – 88
Juquiá – 110
Miracatu – 166
Pariquera-açu – 159
Pedro de Toledo – 47
Registro – 426
Sete Barras – 97

Total Geral – 2.210

Anúncios

Uma resposta para “Vale do Ribeira já tem mais de 2 mil Empreendedores Individuais

  1. Simião Barbosa

    Bom saber que existem tantos Empreendedores no Vale do Ribeira… Se hover procura por mão de obra com formação Técnica, aumentaria a demanda por cursos com formação profissional e mais escolas técnicas e salas de ensino profissionalizante poderiam se instalar em nossa região. Em 2011 somente as Escolas Técnicas do Centro Paula Souza vão colocar no mercado de trabalho de cerca de 35 Técnicos em Administração na cidade de Juquiá, 33 Técnicos em Administração na cidade de Miracatu, 38 Técnicos em Logística na cidade de Cajati, 30 Técnicos em Hospedagem, 65 Técnicos em Informática, 20 Técnicos em Produção Agropecuária, 15 Técnicos em Agronegócios, 28 Técnicos em Turismo Receptivo na cidade de Iguape, 60 Técnicos em Administração e 35 Técnicos em Instrumentação na cidade de Registro. Em um mercado onde se diz que existe oportunidade de emprego, mas não existe mão de obra qualificada, ai esta uma forma de conciliar este problema. Se o Empreendedor, procurar as escolas Técnicas para oferecer vagas de trabalho ou cadastrar oportunidades de estágios no site do Emprega São Paulo no espaço do Jovem Aprendiz. O aluno ganha uma oportunidade de trabalho, o Governo do Estado paga o estágio e o Empreendedor ganha a mão de obra qualificada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s