Jovens de Ilha em busca de um futuro empreendedor

Ilha Comprida – Os estudantes do 9º ano A da Escola Monte Carlo analisaram que as pessoas sentem muita saudade dos pães caseiros e, geralmente, não os encontram nas padarias tradicionais. Então, decidiram aprender panificação para apresentar ao público o Pão do Nono – Resgatando o verdadeiro sabor do pão caseiro na II Feira do Jovem Empreendedor, realizada na sexta 11 e sábado 12/11, na Escola Monte Carlo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado da parceria entre a Prefeitura da Ilha e o Sebrae (SP), a Feira foi o ponto alto do ensino do empreendedorismo ministrado durante o ano nas escolas municipais e na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Na Feira, os estudantes apresentaram suas pequenas empresas criadas durante o ano como a Temperos Naturais, Locadora de Produtos, Eco Papelaria, Sabores e Cores e muitas outras que ofereceram serviços e produtos diferenciados.

Na abertura da feira, o prefeito Décio Ventura falou sobre a importância do ensino do empreendedorismo nas escolas :“Quando vocês forem adultos, talvez entendam melhor sobre a importância desse processo de aprendizagem que acontece hoje. Não esperamos que surja nenhum grande negócio na feira, mas esperamos que surjam pessoas que compreendam o que é produzir alguma coisa, o que é montar um negócio. Empreendedorismo é pegar aquilo que se tem disponível e transformar. Uma cidade é isso.Em casa e na vida também. É pegar aquilo que a gente tem na vida e transformar em alguma coisa boa”.

Também presente na solenidade, a diretora regional de ensino de Miracatu, Adenilda Pereira Moreira, elogiou o investimento “muito forte no empreendedorismo” nas escolas da Ilha:“Essa aposta do município nessa formação fará toda a diferença para o futuro dos nossos jovens”. A diretora de Educação da Ilha, Roberta França Fortes, agradeceu a todos envolvidos no trabalho educacional e disse que o empreendedorismo é um aprendizado que ultrapassa as barreiras escolares: “É um ensino para a vida”.

Também prestigiaram a abertura da feira o presidente da Câmara da Ilha, Rodrigo Giz, os vereadores Priscila e Paulinho Motos, diretores das escolas, professores, funcionários e o público. A II Feira foi uma realização da Prefeitura da Ilha Comprida, Sebrae/SP, com apoio do Senar e Faesp.
Jovens e empreendedores

Após curso prático e teórico sobre panificação , a estudante Andressa de Lima Ramos , do Pão do Nono, disse que a feira mostrou que os jovens são capazes de criar , produzir e empreender: “ A gente achava que era tudo difícil, um bicho de sete cabeças. E não é. Empreender é possível”.O estudante Vinicius Robatini disse que trata-se de uma aprendizagem muito útil para a toda a vida. A jovem Larissa Miranda, da Pipocolândia, afirmou que se sente preparada para, no futuro, abrir seu negócio.

O estudante Gian Gonçalves , da Escola Judith, que expôs a empresa Doce Pecado, afirmou que o curso ofereceu o conhecimento necessário para abrir uma empresa com responsabilidade. A jovem empreendedora Ana Paula Santos Lima, 15 anos, da Choconono, apostou numa empresa para fisgar os loucos por chocolates. Sua turma preparou as guloseimas para as vendas reais na feira. A professora empreendedora Paula Siviero afirmou que o empreendedorismo em sala de aula ensina a todos uma visão diferente sobre a valorização dos produtos e do planejamento dos gastos.

Para o público, a feira surpreendeu pela criatividade. Enquanto fazia compras, o serralheiro aposentado Juraci Pereira Gomes Júnior destacou que o ensino do empreendedorismo oferece novas oportunidades profissionais aos jovens.
Uniararas apresentou Catamarã movido a energia solar

Em participação especial, os universitários do primeiro ano do curso de Administração da Uniararas na Ilha Comprida apresentaram ao público o Projeto Transporte fluvial no canal do mar pequeno com muitas novidades: madeira plástica para o píer ecológico e o barco catamarã com 50 lugares movido a energia solar, de autoria do projetista profissional Paulo Heinenann. O projeto ecológico – que envolveu 24 universitários sob a coordenação do professor Carlos Matheus de Menezes – consiste em passeios pelo mar pequeno de uma forma inovadora e sustentável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s