Curso em Cananeia qualifica profissionais em Agente Difusor da Educação Patrimonial

A capacitação consiste em desenvolver competências relativas à difusão e intrusão dos valores da preservação do Meio Ambiente Histórico e Educação Patrimonial às comunidades e ou profissionais em áreas de preservação e restauro

A Prefeitura de Cananéia, por meio do Departamento de Cultura, está desenvolvendo um grande trabalho para a preservação histórica e cultural da Cidade. Em parceria com o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), 13 profissionais de diversos segmentos estão participando do curso de especialização profissional: Agente Difusor da Educação Patrimonial.

A capacitação consiste em desenvolver competências relativas à difusão e intrusão dos valores da preservação do Meio Ambiente Histórico e Educação Patrimonial às comunidades e ou profissionais em áreas de preservação e restauro.

O Professor do Curso e Arquiteto especialista em Patrimônio Cultural, Everaldo Cristiano da Silva, explicou que a proposta deste curso é formar pessoas que colaborem na preservação do patrimônio cultural e histórico de Cananéia. “Todos participantes curso terão um papel fundamental para a preservação do meio cultural, o que vai contribuir muito no reforça da própria identidade da Cidade. Os novos agentes poderão contribuir inclusive com o trabalho de educação com as crianças nas escolas para que a preservação da cultura local faça parte do processo de formação educacional da população”.

Uma das participantes do curso, a Monitora Ambiental, Nany, falou sobre o conhecimento que a capacitação está proporcionando. “Estamos aprendendo a enxergar o patrimônio da Cidade de outra forma. As aulas abordam de maneira abrangente o conceito de preservação cultural, patrimonial, histórica e meio ambiente. Isto permitirá que nós tenhamos condição de contribuir com a preservação do nosso patrimônio”.

A Bibliotecária, Alaide Pereira Santos Faraci, que também integra o grupo de capacitação, falou o processo de tombamento do patrimônio. “O curso ele possibilita que tenhamos uma visão ampla sobre o processo de preservação de um patrimônio. Temos aulas sobre orientações legais e técnicas pertinentes à matéria, conforme previsto no ordenamento jurídico nacional e solicitado pelas Cartas Patrimoniais. Teremos embasamento para se conservar qualquer tipo de patrimônio, seja material, ou até mesmo imaterial”.

Um exemplo de patrimônio imaterial muito presente na cultural de Cananéia é a cataia e o fandango. Segundo o Professor Everaldo, tanto a utilização da planta, quanto a dança popular, são duas tradições que devem ser preservadas porque fazem parte da cultura local. “É necessário que haja pessoas que colaborem na preservação desta cultura. Por este motivo que os participantes deste curso terão um papel fundamental para a sociedade e preservação da cultura local”.

O curso termina as aulas no próximo dia 30. Foram 6 horas diárias de curso no prazo de 10 dias. Todos receberão certificado reconhecido pelo SENAI. O curso de Agente Difusor da Educação Patrimonial foi uma parceria entre a Prefeitura de Cananéia, por meio do Departamento de Cultura, o Conselho Municipal de Preservação de Patrimônio Cultural de Cananéia (COMPREPAC) e o SENAI.

Curso possibilitará formação do
Sistema Municipal de Cultura

O curso de Agente Difusor da Educação Patrimonial, além de preparar pessoas que tenham condição de contribuir com a preservação do patrimônio da Cidade, também permitirá que a Prefeitura possa implementar políticas públicas culturais, por meio da criação do Sistema Cultural de Cultura.

O sistema consiste na criação do Conselho Municipal de Cultura, Conselho Municipal de Política Cultural, Conferência Municipal de Cultura e Plano Municipal de Cultura.

O Diretor municipal da pasta, João Carlos de Almeida Borges, explicou que os participantes do curso terão papel fundamental no processo de preservação das origens da Cidade. “Todos Agentes serão pessoas multiplicadoras da cultura de Cananéia. Eles estarão devidamente preparados para integrarem os conselhos e garantir que sejam aplicadas as políticas culturais, incluindo a Plano de revitalização do Centro Histórico e preservação do patrimônio tombado”.

Um ponto importante que Cananéia já sai na frente é em relação a legislação própria do patrimônio da Cidade. “Com o Sistema Municipal de Cultura vamos colocar em prática as nossas diretrizes e garantir a preservação de tudo aquilo que representa o nossa história. A previsão é que os conselhos já estejam ativos até o mês de novembro”, concluiu o João Carlos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s