Tony concede a primeira entrevista à Rádio Oficial FM

Da Assessoria

Na manhã desta segunda-feira (15/10), Tony participou de uma entrevista especial, na Rádio Oficial FM, de Iguape. De início, parabenizou os professores pelo Dia, cumprimentou os vereadores eleitos, no último dia 7, e desejou a eles um bom trabalho na Casa Legislativa no quadriênio 2013/2017. Em seguida, apesar da rouquidão, respondeu a várias perguntas da direção da Rádio.

Rádio – Tony por que nenhum vereador da sua coligação foi eleito?

Tony – Por conta do percentual da proporcionalidade, a somatória não foi suficiente para eleger um dos nossos candidatos a vereador, apesar de todos os esforços e muito trabalho. Mas sou grato a eles por defenderem e compartilharem essa campanha junto a mim e dona Lumi.

Rádio – Como é que fica a conversação com os vereadores eleitos, sendo três deles reeleitos?
Tony – Acredito que não teremos dificuldades, pois contaremos com o apoio do Legislativo para aprovar projetos que com certeza irão beneficiar o município e toda a população.

Rádio – Qual foi o consenso do seu nome à candidatura?
Tony – Eu recebi com muita alegria a indicação do meu nome e agradeço a confiança do grupo que apoiou a parceria com Lumi Cabral. O dueto emplacou e resultou na nossa vitória.

Rádio – Qual foi a maior dificuldade da campanha?
Tony – Iniciou muito triste, com a notícia da morte do meu amigo Quinco Soares de Juquiá, na noite da inauguração do nosso comitê, na Vila Garcez. Depois, tivemos muitas dificuldades financeiras porque muitos políticos e parceiros não cumpriram o apoio prometido o que acarretou em pouco material para a campanha e o pouco que conseguimos foi artesanal, simples. Eu também gostaria de ter contratado mais pessoas para trabalhar conosco, mas não foi possível por conta disso. Embora, toda essa dificuldade, tenha unido ainda mais o grupo e fortalecido cada um que vestiu verdadeiramente a nossa camisa. Este sou eu, um homem simples, do povo, eleito pelo povo.

Rádio – Eleito pelo povo, qual a prioridade da sua administração?

Tony – O primeiro passo é a transição de governo. Faremos uma reunião com a prefeita para tratar desse assunto. Estamos definindo os nomes da equipe de trabalho que irá trocar informações entre a gestão atual e a que tomará posse em janeiro. E você pode ter certeza, Adriano Pacheco, que teremos uma vice-prefeita atuante e uma gestão focada, com planejamento e muito trabalho. Pra isso, contamos com apoio de deputados, a exemplo de André do Prado (PR) que garantiu uma creche para o município e Walter Ihoshi (PSD), um hospital (modelo UPA), para o bairro do Rocio. Vou retomar as atividades itinerantes que eu fazia na Câmara Municipal, agora como prefeito. Vamos reabrir o CEAGESP e deliberar o caminhão para os pescadores, que está parado há três anos no pátio municipal – adquirido em parceria com a sociedade civil, prefeitura, colônia dos pescadores e Banco do Brasil.

Rádio – Falam muito numa possível cassação. Tem algo que impeça o senhor de assumir a prefeitura?

Tony – Há muitos comentários. O que existe são apontamentos que podem ser sanados. São questões administrativas que não trazem danos ao erário público nem à população Iguapense. O que me deixa desgostoso são boatos apelativos, tentativas de denegrir a imagem e o nome de uma pessoa pública e daqueles que o cercam. O que chateia é que não falam que Tony, em dois mandatos como vereador, sendo um deles, presidente da Câmara, apresentou 104 indicações de melhorias para os bairros da cidade; 177 requerimentos; 126 moções; 4 projetos de Decretos Legislativos; 10 Projetos de Lei; além de informatizar e mobiliar os gabinetes dos vereadores para que possam melho atender à população; adaptou a Câmara parade daptou a Câmara para que os portadores de necessidades especiais tivessem acesso às sessões, demonstrando sensibilidade social e amparo à cidadania; abriu as portas para a população no seu momento mais frágil da vida, poder se despedir de entes queridos, por falta de um Velório Municipal no centro da cidade e ainda DEVOLVEU R$ 398.338,89 para os cofres da Prefeitura, o maior repasse da história, que representa respeito e cuidado com o dinheiro público e, mesmo assim, tentam me marginalizar em jornalecos e internet, mas a democracia existe. O povo me escolheu. Vou assumir sim a prefeitura no dia 1º de janeiro e não vou brigar, nem ofender, mas vou orar por eles, por quem tentou difamar a mim e à minha família.

Rádio – Sobre um terreno que pertence ao município e que a Sabesp cercou, no bairro do Rocio, quais providencias pretende tomar?

Tony – Adriano, as pessoas falam muito, mas na hora de denunciar problemas como esse que acabou de relatar, recuam. Vamos analisar caso a caso, trata-se de uma área nobre que pode ser utilizada em benefício da população.

O advogado Adilson Ribeiro, que acompanhava Tony na ocasião, fez uso da palavra: “Pela simplicidade de Tony as palavras fluem com o coração. Ele tem liderança nata. É espontâneo. O prefeitão do povão defende a ética e a transparência, por isso fará sim uma auditoria na prefeitura. Ele vem para dignificar o trabalho de um gestor público, no município”.

Nas considerações finais, Tony agradeceu a oportunidade, os 6.422 votos que obteve nestas eleições e ainda brincou com a numerologia. Disse que a diferença de 258 votos para o segundo colocado, não foi coincidência e fez a conta: 2+5 = 7 + 8 = 15!

Não houve participação dos ouvintes, ao vivo, que terão a oportunidade, num segundo programa a ser confirmado em tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s