Registro inova no trabalho de combate à dengue

Diante do surto de Dengue que está atingindo cidades muito próximas e visando reduzir o número de infectados no município, a Vigilância Sanitária (VISA) de Registro criou seu próprio plano de ação, chamado de PMDC – Programa Municipal de Controle da Dengue. No dia 10 de Janeiro, em reunião com o secretário de Saúde João Sakô, a diretoria técnica da VISA apresentou este novo trabalho e traçou metas para colocar em prática a proposta. O principal objetivo do programa é fomentar o desenvolvimento de ações educativas para a mudança de comportamento e a adoção de práticas para a manutenção do ambiente domiciliar. Também promoverá a cidadania e inclusão da comunidade nas decisões das ações promovidas.

De acordo com Ezeiza Stockler, Diretora da Divisão Técnica de Epidemiologia, o programa é inovador pois parte do princípio que esta é uma doença que deve ser combatida em conjunto, portanto as ações estão divididas em vários setores da Prefeitura e da sociedade. Além da Secretaria Municipal de Saúde, os setores de Meio Ambiente, Educação, Obras e Serviços, Comunicação e Jurídico estarão envolvidos nas campanhas. Também está sendo criado um comitê com organizações da cidade para auxiliar no combate ao mosquito Aedes aegypti. “A diversidade de conhecimento e a abrangência da sociedade é que fará a diferença”, afirma Ezeiza.

“Alertamos que há casos em cidades vizinhas, portanto é importante que as pessoas fiquem atentas aos sinais da doença”, destaca Urio Dantas Pioker, diretor técnico de Vigilância Sanitária. Geralmente, os sintomas iniciam de uma hora para outra e duram entre 5 a 7 dias. A pessoa infectada tem febre alta (39° a 40°C), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjoos, vômitos, manchas vermelhas na pele, dor abdominal (principalmente em crianças), entre outros. A pessoa com suspeita de dengue deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima, evitar a automedicação e beber muita água.

Até o momento foram notificados 19 casos suspeitos em Registro. Todos foram encaminhados para realizar a coleta de material para o Teste de Elisa, que confirmará se a pessoa está com dengue. Os bairros com maior incidência são a Vila Ribeirópolis, com 7 notificações, e Vila São Francisco, com 3 notificações. Em dezembro de 2012 foi confirmado um caso no Jardim Alvorada.

Os agentes de controle de endemias já realizaram a inspeção em 977 imóveis na atividade de bloqueio e controle dos casos suspeitos desde o dia 04 de Janeiro. “A prevenção começa em casa, portanto abram as portas para receber os profissionais da Vigilância Sanitária”, ressalta Ezeiza. Os agentes são identificados com crachás e camisetas de controle de Endemias.

Vale lembrar que não há vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação, portanto a única maneira de prevenir a doença é evitar a reprodução e o nascimento do mosquito. Então, a regra básica é não deixar água parada em qualquer tipo de recipiente. O ovo do mosquito pode sobreviver até 450 dias, mesmo se o local onde foi depositado estiver seco. Caso a área receba água novamente, o ovo ficará ativo e pode atingir a fase adulta em um espaço de tempo entre 2 e 3 dias. Por isso é importante eliminar a água e lavar os recipientes com sabão.

Em caso de dúvidas, o telefone da Vigilância Sanitária é 3821-6009 ou 3822-1411. “Nosso município está equipado e os agentes estão sendo habilitados para atender prontamente ao primeiro caso de dengue, faremos a nebulização caso algum caso seja confirmado”, conclui a Diretora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s