UPA de Registro continua em obras

Apesar de ter sido inaugurada pela gestão anterior no dia 27 de dezembro, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ainda não está totalmente concluída. O secretário municipal de Saúde, João Sakô, e o secretário municipal de Planejamento Urbano e Obras, Roberto Francelino, se reuniram nesta quarta-feira, 9/01, com representantes da empresa responsável pelas obras da UPA para verificar o que ainda falta ser feito.

UPA (12)

O engenheiro da Jorcal, Paulo Henrique Barbosa, explicou que é preciso instalar as coberturas metálicas para ambulâncias, uma porta e uma parede de vidro e cancela para fechamento lateral, além de detalhes de acabamento (registros, réguas de oxigênio, pintura) e a ligação de energia elétrica pela Elektro. Por enquanto há apenas uma ligação provisória, necessária para o andamento das obras. Falta ainda a ligação de água pela Sabesp e a conclusão das redes de oxigênio e ar comprimido na central de gases e interligação ao prédio.

Para receber a última parcela do recurso do governo federal, no valor de aproximadamente R$ 300 mil, a Prefeitura deverá fazer o recebimento da obra. A data para o término da UPA era 20 de dezembro, mas a Jorcal fez um termo aditivo solicitando mais um mês para continuar as obras. Agora, a empresa deve solicitar mais 30 dias de prazo para concluir o que falta no prédio. Ou seja, a previsão é de que a unidade só fique apta para funcionamento após o dia 20 de fevereiro.

A vistoria no prédio foi acompanhada também pela arquiteta da Prefeitura, Mariane Politani Rua, e pela arquiteta responsável pelo projeto da UPA, Vera Lúcia de Melo. Vera explicou que o material usado para construção da UPA, chamado de drywall, apesar de recente no Brasil, já é utilizado há muito tempo no exterior, especialmente nos Estados Unidos. “Trata-se de um material moderno, muito usado em obras que precisam ser erguidas rapidamente. A opção pelo drywall se deu porque a construção teria que ser rápida. E a montagem da estrutura foi realmente rápida, o que atrasou foi o acabamento”, disse a arquiteta. Segundo Vera, o material não retém umidade porque utiliza um tipo de gesso especial.

Funcionários

O secretário da Saúde, João Sakô, disse que enquanto a empresa finaliza o prédio da UPA, a Prefeitura irá providenciar a compra dos equipamentos que ainda faltam e já está estudando a melhor forma de contratar os funcionários necessários para o atendimento. “Estamos dimensionando a equipe necessária que precisa ser contratada e como será a melhor forma de gerenciar a UPA”, explicou o secretário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s