X Revelando São Paulo Vale do Ribeira

Produzido pela Abaçai Cultura e Arte, e custeado com recursos públicos da Prefeitura de Iguape e do Governo do Estado de São Paulo, o evento evidencia aspectos da cultura popular tradicional e, em especial, aqueles ligados às tradições religiosas da Igreja Católica incluindo-se procissões terrestres e marítimas, além de missas e outros atos religiosos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Turistas e visitantes aproveitaram o feriado para prestigiar a 10ª edição do Revelando São Paulo Vale do Ribeira, que aconteceu de 29 de maio a 2 de junho, no Centro de Eventos em Iguape. O bom tempo levou o público a conferir a variedade em artesanato, culinária e manifestações culturais de 90 municípios do interior do Estado no maior festival de cultura tradicional de São Paulo.

Nos stands do evento era possível encontrar bordados, cestos de palha, bonecas de pano, panelas de barro, o cafezinho caipira, a broa de milho feita no fogão a lenha, tainha assada, a moqueca de manjuba, feijão tropeiro e o bolo de roda, entre outras iguarias gastronômicas e artefatos artesanais, distribuídos em espaços de artesanato tradicional e espaços de culinária regional.

No primeiro dia (29/05), além da programação permanente e início do VII Festival Regional de Bandas e Fanfarras que contou com inovações ao tocarem gêneros populares variados e com leituras diferentes, para os católicos, a chegada da imagem de Nossa Senhora Aparecida à Terra do Bom Jesus e sua permanência durante os cinco dias de evento comprovou a vocação religiosa do município, com diferentes manifestações de devoção e fé, em suas peregrinações pelas comunidades urbanas e da zona rural da cidade.

Na quinta-feira (30/05), Dia de Corpus Christi, que significa “Corpo de Cristo”, envolveu toda a comunidade local para preparar o tradicional tapete, com cerca de 2 km. A procissão de Corpus Christi representa o Senhor Eucarístico na vida do povo e celebra a instituição da Eucaristia. A programação ainda contou com a continuação do Encontro de Bandas e Fanfarras e encerrou com a grande Apoteose com a participação de 13 bandas e cerca de 250 integrantes que tocaram clássicos do erudito e popular.

O terceiro dia teve modas de violas e violeiros que apresentaram o melhor da música tradicional. O momento de Conexão com o Sagrado reuniu segmentos religiosos e grupos étnicos. Já a décima noite de São João contou com apresentações de quadrilhas, fogueira e cortejo com fifós. Além da programação artística e musical, a sexta-feira (31/05) foi um marco para o município. Numa iniciativa do Legislativo em parceria com o Executivo de Iguape, num ato simbólico, o prefeito Tony Ribeiro, diante de milhares de testemunhas sancionou a Lei nº 2.162 de 22 de maio de 2013, a qual dispõe sobre a Proteção do Patrimônio Cultural Imaterial do Município, reconhecendo pessoas e ofícios, de modo a fomentar, com salvaguarda, as manifestações culturais locais.

O sábado 1º de junho iniciou com a romaria fluvial “Dádiva das Águas” e contou com a participação recorde de 35 embarcações que percorreram o Rio Ribeira de Iguape com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, celebrando e abençoando os bens naturais e culturais da região do Lagamar, desde a Vila Nova, no bairro do Icapara, até o bairro do Rocio. No Centro de Eventos, o Festival de Bonecos Gigantes e blocos de Carnaval de Rua de Iguape alegraram o recinto. O encontro “Porta Aberta” reuniu jovens e grupos de Adoração a Santa Cruz. O Festival de Amizade contou com a apresentação de mais de 20 grupos de dança folclórica étnica do Estado, representando inúmeras nações e culturas. No final do dia, uma singela homenagem, mas profundamente sentida e de significativa lembrança ao querido e saudoso Odacil Costa da Silva. Um representante da cultura iguapense, responsável pela decoração dos espaços e eventos religiosos da cidade e auxiliava na produção do Revelando.

No domingo (2), quinto e último dia de festa, nem a chuva das primeiras horas da manhã, atrapalhou o encerramento do evento. O público foi acompanhar o cortejo sacro com a participação de 10 grupos de Congada e Moçambique, Samba Lenço e Irmandades que percorreu pelas ruas da cidade desde a Igreja de São Benedito, passando pela Basílica do Bom Jesus e Paróquia de Nossa Senhora das Neves, até o Centro de Eventos, acompanhados pela Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida para a despedida da imagem, que depois de passar por 28 municípios da região e comunidades católicas de Iguape, seguiu para o Santuário Nacional, no interior do Estado. A despedida encerrou com a oração do Pai Nosso e um abraço irmão.

Realizado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com a Prefeitura Municipal de Iguape, o Revelando São Paulo Vale do Ribeira apresenta importantes registros da cultura tradicional de 90 cidades, como artesanato, culinária e festas, as Festas do Divino, Fandango, Encontro de Bandas e Fanfarras etc.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s