Wilson Almeida Lima

Gestor Ambiental e Presidente do PSB local.
Em 01/11/2007, às 19h45.

D.I. ► É eficiente a representatividade pelos partidos políticos? De fato a troca de legendas deve ser coibida como prevê o TSE ou há um ‘exagero de causa’ pelo Tribunal?

Os partidos, infelizmente, salvo exceções, representam nacionalmente muito pouco e localmente quase nada, não passando em sua maioria esmagadora de legendas de alta rotatividade para acomodar interesses inconfessáveis e candidaturas mais ainda, sem representatividade nem programa. Não vejo “exagero de causa” na atuação do TSE nem, por outra, judicialização da política, como querem alguns. O TSE não está inventando nada, mas tão só regulamentando, à luz da legislação existente. E, note-se, na omissão dos próprios políticos, envoltos em escândalos de toda sorte (mensalões, pecuária bovina etc), que não deixa tempo nem clima para legislar. Outra coisa é sabermos se é possível botar ordem na bagunça criando leis, quando para cada lei criada surgem mil espertos e criam-se mil subterfúgios. Então, a questão não é de fácil resolução, mas é preciso tentar.

D.I. ► Como servidor público em um órgão ambiental, como vê a questão do fechamento da barragem?

Acabo de escrever um artigo para o jornal Primeira Hora, justamente falando sobre isso, dado que o governador José Serra vem de anunciar a consignação de R$ 24 milhões no orçamento de 2008 para a barragem. Sempre defendi a conclusão das obras do Valo Grande, em inúmeros artigos e campanhas políticas, a despeito de sua complexidade e até das resistências de muitos correligionários. E é incrível o descaso com que a questão atravessa sucessivas administrações, porque estamos desperdiçando um potencial considerável em termos de trabalho e renda para a população num município, nem preciso dizer, bloqueado econômica e administrativamente. Costumo dizer que Iguape, depois de vivenciar diferentes ciclos (ouro, arroz, palmito, caxeta etc.), vive de longa data o “ciclo econômico do nada” e corporifica a imagem da desolação e do abandono em todos os campos: patrimônio, turismo, pesca, agricultura etc. Com o fechamento do Valo Grande e o Mar Pequeno recuperado em seu vasto potencial reprodutivo natural, poderíamos contar com possibilidades e produtos com grande demanda e assegurado retorno econômico.

D.I. ► Comenta-se, a ‘boca-pequena’, que para garantir a candidatura aos administradores que tiveram suas contas reprovadas, as liminares já estão prontas. O que pensa desse subterfúgio?

Se a lei permite esse tipo de subterfúgio, não dá para esperar que ele não seja utilizado por quem espera de alguma maneira se safar. Ninguém pode ser obrigado a colaborar com a própria condenação. A questão, então, é de que precisa mudar as leis. Mas, salvo engano, muitas brechas nesse sentido já foram fechadas justamente pelo TSE, daí a grita mais ou menos geral. De toda forma, muita água ainda vai rolar pelo Valo. Vamos acompanhar.

D.I. ► Bastam 30 minutos de chuva – como hoje –, para que muitos cruzamentos tornem difícil a circulação de pessoas e carros. Existiria alguma ação do poder público em falta?

Eu respondo a pergunta na forma de outra: existe, você conhece, alguma ação relevante do poder público em Iguape? Eu desconheço. Falta tudo e sobra conformismo. Estamos entregues à própria sorte, que também não é muita. De cima a baixo é notória a falência do poder público, que não provê nada. E nada acontece. Não há iniciativa, inspiração e até criatividade mínima. Administrações se revezam e, salvo exceções pontuais, tudo a que assistimos resume-se em “mais do mesmo”. Estamos presos a um círculo vicioso terrível, com vendas nos olhos e bolas de ferro nos tornozelos. Volta e meia ouço dizer que só andamos para trás; antes fosse, pois estaríamos a caminho do reencontro com um passado de relativa importância histórica, mas nem isso. Na verdade, estamos empantanados. É preciso repensar Iguape e reinventar a política. Fora disso não há saída.

D.I. ► Observa-se certo ‘abandono’ nas regiões mais desfavorecidas de Iguape. Qual tipo de ação a municipalidade poderia desenvolver para amenizá-las ou erradicá-las?

Tudo está abandonado, infelizmente, e não só a periferia, embora, de fato, em relação a esta a ineficiência do poder público seja ainda mais gritante. Mas é só ver a entrada da cidade! E tudo deveria começar com uma questão que julgo simples contudo decisiva para o exercício da cidadania e até defesa de uma administração séria, qual seja, prestação pública de contas, aberta, transparente, tanto dos recursos arrecadados quanto das verbas recebidas. Iguape, por exemplo, recebe por ano cerca de R$ 2 milhões e pouco de compensação ambiental e nem um mísero centavo é aplicado em pesca, agricultura e, muito menos, meio ambiente. É possível isso? Então, se os recursos existem temos que conhecer sua aplicação (tanto mais quando nada se vê) e ajudar na definição de prioridades; se não existem temos que ver como sair da encrenca com o concurso de todos. O que não dá é para só ouvir dizer que não existem recursos para nada, quando quem se elegeu deveria saber disso e ajudar a resolver, sem falar que para tudo o que é supérfluo os recursos acabam aparecendo.

D.I. ► Em pauta pelo cidadão Wilson Lima, há algum projeto político para Iguape que eleve a cidade a uma nova condição social?

Alguém disse uma vez que, quando é grande demais a confusão, está-se bem próximo da solução. Quer dizer, a ser verdade, estamos perto de resolver nossos problemas. E Iguape me lembra às vezes aquele canário do conto de Machado de Assis, para quem o universo só podia ser a sua gaiola, e não acreditava em nada que pudesse existir para além de suas grades, quando sabemos que há tanta coisa mais. Precisa ficar claro que o gargalo de Iguape é político e gerencial. Não há nada de errado com Iguape, mas conosco, com as escolhas que fazemos. É preciso uma mudança de mentalidade, dar vez ao novo, a novas idéias, porque as possibilidades de Iguape são muitas, em todos os sentidos, como em relação ao Valo Grande mesmo, meio ambiente, patrimônio histórico, turismo etc. Nada porém vai cair do céu nem brotar da terra sem uma intervenção consciente e planejada. E não se bota vinho novo em odres velhos. Então, é preciso mudar o rumo de verdade, pra valer. E isso só depende de nós.

16 Responses to “Wilson Almeida Lima”

  1. Wilson, sugiro que mande esta turma plantar arroz, grande vocação de Iguape.

  2. Extamente.
    Na ultima edição de nosso peródico o Editorial é voltado a essa questão, o potencial turistico de nossa cidade.

  3. Iguape não precisa de pessoas que falem bonito ou que só façam promessas, e sim de pessoas que realmente queira ver uma cidade melhor para os seus moradores e que não pense entrar na politica somente por interesse próprio ( o que infelizmente a maioria o faz).Espero que todos os candidatos,sem exceção,esteja MESMO com o pensamento voltado para a cidade e aos Iguapenses, pois realmente gostaria que os jovens da cidade tivessem expectativa no futuro,pois fico realmente triste qdo penso que a cidade não oferece NADA a eles.Isso é muito triste.

  4. Portanto, SR. candidato espero realmente que (caso consiga o que almeja) isso não fique apenas em …palavras “bonitas”.

  5. Bravo Wilson!!!

    Nunca tive dúvidas em relação a sua excepcional qualidade e vocação para administrar Iguape de uma maneira justa, realista e futurista, não moro em Iguape há quase 10 anos e nunca deixei de ir aí para votar em poucas pessoas que acredito, mas…

    … será que as pessoas que você tem escolhido para serem seus parceiros pensam da mesma forma que você???

    Ou o ideal deles se é que eles tem um que não seja para eles próprios é igual ao seu???

    Um grande abraço para você e para a Mirtes e pode sempre contar comigo!

    fernando

  6. *** Caro Mestre Wilson ***

    Nestes praticamente 4 semestres juntos fazendo faculdade, olha atentamente seu comportamento como aluno, político, cidadão de Iguape e professor muitas vezes, cargo o qual, já foi na UNB. Sendo assim, posso afirmar minha admiração por sua pessoa em ambos os aspectos acima citados.
    Percebo como reage quando conversamos sobre os problemas de Iguape e vejo que todas às vezes você foi sincero e direto na solução do problema (sem hipocrisias).

    Agora só falta esperar que os 22.000 eleitores de Iguape saibam disso…..

    Sem mais, um abraço Mestre……

  7. muito bom senhor wilson !
    Apoiei sua candidatura na ultima eleição, e continuo na esperança de sua vitória. Espero que o povo aprenda a analizar e dar seu voto para a mudança, moro em São Paulo e tive que sair de iguape por falta de emprego e oportunidade.
    Espero que seus projetos se realizem…dou meu voto a vc até que me prove ao contrario!

  8. Wilson, a clareza das idéias expostas e a ampla visão que tem sobre nossas carências e nossos potenciais, são motivos suficientes para externar meu irrestrito apoio aos seus projetos.
    No mais, Iguape, como sempre, caminha no limbo de opiniões retrógadas e inconsistentes, lançadas por aqueles que já tiveram lá — e nada fizeram — e por aqueles que lá encontram e nada fazem.
    Novos pregadores surgem, mas sequer têm coragem de enfrentar os problemas de frente, limitando-se aos velhos discursos, sem qualquer preocupação em denunciar abusos e desmandos. Loas e mais loas, apenas
    Boa sorte.
    É isso.
    Reinival

  9. É isso Wilson, Iguape preciza de pessoas esclarecidas, com boas idéias e que estejam realmente preocupadas em resolver os problemas do municipio, tenho certeza que com pessoas como você poderemos vislumbrar dias melhores para nosso municipio.
    Conte com o meu apoio.
    Um abraço.

  10. OI WILSON.CONCORDO COM TUDO O QUE FOI DITO A SEU RESPEITO.IGUAPE PRECISA DE ALGUEM COMO VC .SEM INTERESSES PESSOAIS ,INTELIGENTE E COM GRANDE VISÃO A RESPEITO DO QUE NECESSITAMOS.ESTOU HÁ QUASE 3 ANOS (PELA SEGUNDA VEZ) FORA DESSA CIDADE QUE AMO ,ONDE FIZ MINHA VIDA,EM BUSCA DE RECURSO MÉDICO PARA MEU FILHO.A SAUDADE DE TUDO E DE TODOS É ENORME!
    TENHO CERTEZA QUE COM VC NA PREFEITURA PODEREI UM DIA VOLTAR. CONTE COMIGO SEMPRE. DEUS OS ABENÇOE ABRAÇOS ROSA 05/12/2007

  11. Esse senhor , ocupou os principais cargos do ibama no nosso estado . Portanto foi o principal responsável tbm , entre outras coisas, pela expulsão das famílias ,pai , mãe ,filhos , avós ,pessoal idoso da zona rural , agora chamada de APA mas onde sempre ,há anos , essas famílias sempre moraram . Essas pessoas então se deslocaram para a nosssa cidade , especialmente o Rocio , que como sabemos não havia geração de emprego suficiente , até porque , esse mesmo orgão IBAMA , já havia fechado fabricas de palmitos , pescados , madeireiras , e por aí afora . Aqui chegaram e passaram passaram toda espécie de necessidades, com sequelas graves até os dias de hoje . Essas famílias , ainda hoje , mantém a esperança de um dia poderem voltar as suas casas , aos seus sítios . Esse senhor de fala macia é o maior criador de miseráveis rurais no Vale do Ribeira .

  12. O pescador de Iguape somente passou a receber o seguro defeso da pesca , depois que esse senhor perdeu todos os cargos que tinha no IBAMA de Iguape . Na época , ele permitia ao pescador de Cananéia receber e não o de Iguape .E insiste com política , haaaa coitado .

  13. Nossa população, os eleitores não se enganam mais . Nosso povo já sofreu muito e não se ilude com esses malandros de Brasília , malandros federais que andam por aqui mas logo irão embora , é só não dar bola nem voto pra eles , como diria a música do nosso grande Chico Buarque .

  14. Senhores leitores deste nobre jornal um meio de comunicação qua a nos leva um pouco da realidade que Iguape apresenta sei que e dificil fazer criticas a politicos que nos mesmo colocamos na prefeitura ou na camara municipal porem vendo hoje o tempo passar de uma cadeira de rodas sinto o quanto deixam a desejar amigos que nas eleições vem para nos improrar o nosso voto garantindo que no proximo governo municpal sera melhor e meus amigo leio aqui hoje dia 16/02/2008 mensagens de pessoas que so tem olhos para si mesmo de todas as broncas que eu li so uma interesou-me foi a que fala sobre a fonte do senhor digo-lhes ainda não sou Iguapense tenho apenas 29 vinte e nove de Iguape cidade que eu aprendi a amar constitui familia me firmei e hoje sou obrigado a mandar minha filha de 17 anos embora por não ver futuro para ela aqui sei que para voces tanto faz mas aqui merece ter uma empresa para começarmos segurar nossos jovens no municipio e não deixar que Iguape venha a ser uma cidade só de aposentados por isso meus amigos eu lhes digo chega de querer ser so mas um voto na urna digitada vamos lutar por novos ideais um conselho de quem no dia 24/11/2007 sofrel um acidente e por enquanto ve a vida de uma cadeira de rodas

  15. ilha comprida , primeira ilha recordista brasileira em conquistas de medalhas, (vale do ribeira) litoral sul de são paulo, representante atleta desta cidade, está de parabéns pelo feito inedito no brasil. (sueli) ilheus baia.

  16. ACREDITO COM CERTEZA NA SUA CAPACIDADE DE ADMINISTRAR ESSA CIDADE E ENTRAR PARA A HISTÓRIA , RESGATANDO O RÓTULO DE PRINCESINHA DO LITORAL , MAS INFELIZMENTE O QUE VEJO NAS RUAS , É QUE AS PESSOAS NÃO VOTAM PELA CAPACIDADE , COMPETENCIA EM ADMINISTRAR , E TIRAR O MUNICIPIO DO BURACO…O POVO VOTA NA PESSOA, PQ É IRMÃO DE FULANO , PRIMO DO BERTRANO, O QUE É UM ERRO ENORME…JA A SUA COMPETENCIA ESTA AI EXPOSTA E SÓ NÃO VE QUEM NÃO QUER….BOA SORTE PARA VC, BOA SORTE PARA NÓS NO PRÓXIMO DIA 5..

Leave a Reply