Prefeitura de Juquiá capacita as cozinheiras da educação em Segurança Alimentar e Nutricional

 

Entre os dias 10 e 16 de julho, foi desenvolvido um curso de segurança alimentar e nutricional na escola Terezinha Lourdes Jaze, com 28 promotores da alimentação escolar do município de Juquiá.

O curso é um projeto da ATER (Assistência Técnica e Extensão Rural) e teve como realizadores a CATIVAR (Cooperativa  Acessória Técnica Integral do Vale do Ribeira) do Ministério do Desenvolvimento Agrário, e parceria a Prefeitura Municipal de Juquiá através do Departamento de Agricultura e Turismo e Departamento de Educação e Cultura.

O curso abordou temas como ‘o que é segurança alimentar?’, ‘Políticas publicas para a segurança alimentar e nutricional no território brasileiro’, tendo como eixos fundamentais, fomento e apoio a produção de alimentos, comercialização da agricultura familiar e o consumo que assegura o direito das famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional a receber uma alimentação adequada tirando estas famílias da insegurança. Também foi ensinado as boas praticas na manipulação de alimentos, como evitar desperdícios, alimentos minimamente processado, noções básicas de agroecologia, orientações e praticas de plantio de alimentos em vasos, funções dos nutrientes, fontes dos nutrientes nos alimentos. No encerramento as cozinheiras prepararam pratos nutritivos com produtos que são entregues nas escolas como abóbora, maracujá, mandioca e banana.

Estiveram presente a Diretora do Departamento Social Cida Cavalcante, o Diretor do Departamento de Agricultura e Turismo Ilso Luiz dos Santos e a Presidente do Fundo Social e 1ª Dama Ana Emilia Hojeije, que falaram sobre a doação simultânea no município esclarecendo as duvidas dos participantes. A nutricionista Andreza Miyagi Ishikaya e a Tec. em nutrição Delma Cristina Muniz N. Maia explicaram o PNAE e como é feito a compra dos produtos da agricultura familiar e outros assuntos pertinentes a aquisição de alimentos para alimentação escolar.

“A linguagem utilizada não foi técnica possibilitando um bom entendimento do que foi apresentado” disse o senhor Marcio Ramos Cláudio. Para Senhora Natalia Amélia de O. Tobias, este curso fez a integração entre os promotores da alimentação escolar mais experiente e as que estão entrando agora. Ambas são cozinheiros da educação municipal.

“Tentamos passar para os promotores da alimentação escolar, que o produto da agricultura familiar é um produto diferenciado, pois tem menor uso de agrotóxico, ajuda a diminuição do êxodo rural, aumento da renda das famílias que vendem para o PNAE, desta forma o alimento que os promotores da alimentação escolar, estão dando aos alunos filhos do agricultor familiares contribuindo com outras necessidades destes alunos, atendidas pelo recurso que provem da venda de alimentos, desta forma fechando um ciclo de desenvolvimento e que elas são importantes para que isso ocorra, pois se elas não aceitarem o alimento é um item a mesmo para ser comercializado” conclui Natacha Vieira de Sousa Chefe da Divisão de Turismo.

Para Josiane Alves de Souza, Veterinária do Departamento de Agricultura e Turismo “o curso não é apenas para as atividades escolares, mas também de mudança de hábito, aplicando tanto para as atividades desenvolvidas em seus ambientes de trabalho como em suas residências, garantindo desta forma a segurança alimentar e nutricional através das boas práticas de manipulação e o aproveitamento total dos alimentos como folhas e talos. E para os trabalhadores que realizam jornada dupla entre o trabalho e o lar tiveram acesso a produtos prontos para o consumo (minimamente processado) assim ganharão tempo para outras atividades”.

“Estamos executando a nossa missão de fortalecer a agricultura familiar no município de Juquiá, cada vez mais estreitamos parcerias para que estas ações aconteçam. Nesta administração não nos preocupamos apenas com o agricultor, mas com todo o elo desta cadeia, seja com fomento para aumentar o consumo dos alimentos da agricultura familiar ou para melhorar a qualidade dos produtos como a implementação do SUASA no território da Cidadania” explicou o Ilso Luiz.

Para o Prefeito Merce Hojeije “investir em educação é investir no futuro. Hoje nossas crianças são alimentadas. Realizamos a compra da agricultura familiar através da Coopafarga, hoje são nossos agricultores produzindo para alimentar nossos alunos”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s