Grécia inicia reembolso antecipado de memorando de dívida de 5 mil milhões de euros

A Grécia planeia reembolsar até 5 mil milhões de euros de empréstimos de resgate aos países da zona euro já este ano, numa tentativa de regressar à normalidade após a crise da dívida da última década, disseram hoje dois responsáveis ​​governamentais à Reuters (23/04/2024).

A Zona Euro e o Fundo Monetário Internacional (FMI) emprestaram à Grécia cerca de 280 mil milhões de euros durante a crise. Um responsável disse à Reuters, falando sob condição de anonimato, que o governo planeia reembolsar 2,5 mil milhões a 5 mil milhões de euros de dívida aos países da zona euro “provavelmente no segundo semestre do ano”.

Ele disse que isso ajudaria a criar espaço para mais emissões de títulos sem aumentar a dívida do país, ao mesmo tempo que acrescentaria liquidez ao superficial mercado de títulos grego. Cerca de 70% da dívida do país é devida aos seus credores oficiais, a Zona Euro e o Banco Central Europeu.

Um segundo oficial confirmou a quantidade e a hora.

A Reuters recorda que a Grécia restaurou recentemente o seu grau de investimento, o que ajudou as suas emissões de obrigações a atrair uma forte procura de investidores estrangeiros.

Com o montante planeado para este ano, a Grécia teria reembolsado cerca de 15 a 17 mil milhões de euros em primeiros empréstimos de resgate. Em 2022, o país reembolsou o FMI dois anos antes do previsto e, em 2023, reembolsou 5 mil milhões de euros em empréstimos aos países da zona euro.

READ  Novo estudo revela uma conexão “primária” entre Marte e a Terra: o Planeta Vermelho pode estar causando redemoinhos gigantes nas profundezas dos oceanos do nosso planeta

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *