Não se trata de enviar forças europeias da NATO

“Não há problema em enviar tropas, as forças europeias da NATO, para a Ucrânia, que é um problema que a Grécia não tem, e acredito que a maioria dos nossos colegas não tem”, disse o primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis após a conferência francesa. Presidente Emmanuel Macron na Ucrânia. A razão para esta declaração foi que o Primeiro-Ministro da Eslováquia já a tinha apoiado.

Em declarações emitidas após a conferência por Kyriakos Mitsotakis, ele disse: “Acredito que confirmamos a nossa unidade e determinação em apoiar a Ucrânia para se defender da melhor maneira possível contra a agressão russa. Acredito que isto não é diferente das decisões que tomamos no Conselho Europeu sobre como esta assistência terá, na prática, um efeito mais substancial e eficaz na Ucrânia. Penso que alcançámos um quadro que o diz.

Ele acrescentou: “Além disso, ouvi opiniões diferentes dos meus colegas sobre as questões discutidas na sala, e quero assegurar-vos que não se trata de enviar as forças europeias da NATO para a Ucrânia. Como a Grécia não o é, creio que é não para a maioria dos nossos títulos”.

“Não se trata de um exército europeu, e penso que esta discussão irá desviar a atenção da essência do nosso esforço para apoiar a Ucrânia neste momento”, acrescentou.

READ  Realidade... as terras são planas e almiscaradas!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *