Primeiro-ministro dinamarquês recebe ameaças nas redes sociais – ele divulga notícias a público

A primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, tornou hoje, domingo, 21 de abril, públicas as mensagens de ódio e insultos recebidos nas redes sociais.

Desta forma, Mette Frederiksen tentou abrir um debate sobre o comportamento dos cidadãos na Internet.

O tom agressivo nas redes sociais não é novidade, escreveu hoje o primeiro-ministro, de 46 anos, no Instagram, falando sobre o conteúdo das mensagens que recebe: “assédio, sexismo, abuso, ódio e ameaças”.

“Os dinamarqueses deveriam discutir abertamente estilo e formas de comunicação”

“Infelizmente, isto faz parte da vida quotidiana de muitas pessoas”, sublinhou, notando que o fenómeno o preocupa profundamente.

Mette Frederiksen falou sobre ameaças online a jovens, jornalistas, investigadores, funcionários públicos, atletas e políticos que participam em transmissões televisivas e recebem mensagens racistas e de ódio.

Ela própria, como disse, recebeu recentemente mais mensagens de ódio e ameaças do que alguma vez sofreu.

“Há comentários com conteúdo tão violento que ninguém deveria tolerar”.

“Como chefe do governo, é claro que você tem que ter mais tolerância, mas há comentários com conteúdo tão violento que ninguém deveria tolerar”, disse ele.

Ele compartilhou alguns dos comentários que recebeu, e talvez outros encontrem coragem para fazer o mesmo, para que os dinamarqueses possam discutir abertamente o estilo e os costumes de conversação.

Comunicado do Primeiro Ministro da Dinamarca:

READ  EMY: Novo boletim de emergência para condições meteorológicas severas - onde ocorrerão fortes chuvas e granizo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *