Minas Gerais será sede do maior evento sul americano para bubalinocultores

Trata-se do V Simpósio de Búfalos das Américas e IV Simpósio de Búfalos da Europa e Américas que será realizado entre 12 e 14 de agosto no auditório do Lanagro – Laboratório Nacional Agropecuário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, em Pedro Leopoldo/MG, onde serão articulados debates, troca de idéias e experiências a fim de estimular e buscar alternativas para explorar o mercado bubalino com ética e consciência de sua importância e fortalecimento. Além de gerar grandes negócios para um público estimado em mais de 500 criadores.

Os Simpósios visam organizar e aprimorar o desempenho profissional da categoria para melhorar a qualidade de projetos das cadeias produtivas (lácteos e carne). O evento é dirigido a produtores, estudantes, professores e diferentes profissionais do setor. “É a oportunidade de socializar e aproveitar as experiências e estudos de reconhecidos conferencistas e produtores nacionais e internacionais”, explica o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Búfalos – ABCB e coordenador do evento, Elcio Reis.

Os búfalos são animais rústicos, resistentes, de manejo simples e custo de produção mais baixo em relação aos bovinos. O Brasil possui o maior rebanho de búfalos das Américas, com cerca de três milhões de animais sendo 30% das criações destinadas à produção leiteira, que nos últimos anos cresceu em torno de 45%. Este rebanho é originário da Índia e Itália e é constituído pelas raças Mediterrâneo, Murrah, Jafarabadi e Carabao. A região norte possui 50%, a nordeste 14%, a sudeste 15%, a sul 9% e a centro-oeste 12%. A rentabilidade financeira do leite de búfala e da carne de búfalo jovem, de 12 a 24 meses, tem contribuído no crescimento anual da bubalinocultura e merece destaque.

No Estado de Minas Gerais existem aproximadamente 250 criadores que somam cerca de 100 mil cabeças. Estima-se um crescimento de 20% por ano em razão da existência de laticínios que processam o leite de búfala, a exemplo do Laticínio Bom Destino que chega a produzir 1.600 litros/dia só de sua criação. Próximo à Belo Horizonte, os maiores criadores são: Maurício Guerra Lapertosa em Esmeralda, Márcio Costa Teixeira em Inhaúma, Domício de Campos Maciel em Cachoeira da Prata, Fazenda da Cachoeira em Cana Verde, entre outros. No Oeste de Minas, há 15 criadores que somam 4.000 litros diários. Estes números são positivos e estimulam a exploração desse setor que aponta grande potencial mercadológico e produtivo.

Quanto à programação, professores e criadores do Brasil, da Argentina, da Colômbia, da Venezuela, da Índia, da Itália, da Tailândia e do Siri Lanka farão a exposição de temas sobre nutrição e alimentação, inovações tecnológicas na reprodução e genética, bem estar do animal e desafios na bubalinocultura.

As inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico www.simpbuf.org.br até 15 de julho. Mais informações pelos telefones 31.3409-2178 / 3297-3810, fax 31.3491-3963 ou ainda pelo e-mail: [email protected] .

Uma resposta para “Minas Gerais será sede do maior evento sul americano para bubalinocultores

  1. Naylene Carvalho

    Gostaria de saber mais informações sobre eventos que ocorrerão sobtre búfalos no brasil. Essunto assunto me intessa muito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s