CONSAÚDE, DRS, SES e município realizam reunião técnica sobre Hospital de Apiaí

Falta e carência de médicos tanto no município quanto na região, atendimentos do hospital e definição de responsabilidades na rede de saúde foram os assuntos tratados.

O encontro contou com a presença de representantes da Secretaria Estadual da Saúde, Departamento Regional de Saúde (DRS XVI Sorocaba), Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ribeira e do município de Apiaí para tratar de regularizar o atendimento hospitalar.

Apiai - Falta e carência de médicos tanto no município quanto na região, atendimentos do hospital e definição de responsabilidades na rede de saúde.

Ocorrida no dia 4 de novembro, nas dependências do Hospital Dr. Adhemar de Barros, além das discussões, foram entregues na ocasião relatórios dos atendimentos na unidade para todos os presentes e realizada uma visita pelos diversos setores do Hospital.

“Estamos com dificuldade de conseguir médicos que se fixem na região. Além disso, devemos criar um protocolo de saúde para o Alto Vale, o que desafogaria o Hospital e qualificaria a atenção básica local e o gerenciamento da saúde,“ afirmou a procuradora jurídica do CONSAÚDE, Amélia Godke. A secretaria municipal de saúde de Apiaí, Gisleni Silva, confirmou a ausência de médicos no município em certos períodos, acrescentando que também a atenção básica tem dificuldade em atrair este tipo de mão de obra.

Presente também na reunião, Affonso Viviani Jr., responsável pela Coordenadoria das Regiões de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, as discussões não devem restringir-se somente à necessidade de recursos financeiros. “O foco da reunião não deveria ser somente a questão dos recursos. Este é um problema também relativo à necessidade de profissionais médicos. O problema também é dos sistemas de saúde municipais que acabam recaindo sobre o Hospital com todas as suas carências. Essas são discussões que devem ser levadas em conta. Não somente a financeira.”

Durante o encontro técnico foi constatado que os problemas não são exclusivos da unidade hospitalar, pois este acaba sofrendo em razão da pouca resolutividade no atendimento das Unidades Básicas de Saúde e Postos da Saúde da Família. Conseqüentemente, os presentes propuseram pela primeira vez, a necessidade de discutir-se a organização de toda assistência à saúde na região do Alto Vale, dos serviços, encaminhamentos, entre outras prioridades do setor.

“Vejo que o hospital dá conta de tudo; Pronto Atendimento e P. Socorro, exames, consultas, etc, desta forma estamos transformando o hospital no Centro de Saúde da região, inclusive no que diz respeito à questão financeira. Se não tivermos uma solução descentralizada para a saúde da região, com uma maior ação das Unidades Básicas e Postos de Saúde teremos sempre problemas. Devemos elaborar um Plano Diretor para a saúde da região e para a cidade de Apiaí para decidir um modelo adequado de serviço para a população,” afirmou o secretário adjunto da saúde, Dr. José Manoel.

Para o secretário ainda é vital buscar e obter mais informações sobre os problemas na saúde regional para então projetar um modelo de atendimento a ser implantado nos municípios. “O que não podemos permitir é que estes problemas não sejam resolvidos. Um deles é a forma de manter profissionais na região, o que é mais complexo do que uma questão financeira,“ finalizou.

Pré-natal e gestantes

Durante a reunião foi chamada atenção para o alto índice de mortalidade infantil e os problemas básicos enfrentados por mães e bebês na região do Alto Vale. Destaque para a fala da Dra. Inês Kawamoto, Obstetra à serviço no Hospital de Apiaí.

“Recebemos pacientes sem qualquer acompanhamento pré-natal ou feito de forma inadequada, com destaque para a falta de datação das gestações, o que poderia resolver-se com um ultra-som. Temos grande necessidade de encaminhamento de pacientes em estado grave, porém grande dificuldade para fazê-lo devido a problemas assistenciais básicos – o que coloca em risco mães e filhos. Isso não seria tão grave se tivéssemos cuidados de pré-natal ou mesmo acompanhamento nas últimas semanas de gestação.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s