Estátua à Bruxa

de Inocêncio Nóbrega*

Desmontados o nazismo e o fascismo da Europa, nem por isso ambos deixaram de atuar no mundo. Foi, apenas, uma mudança de território, e iam muito bem na América Latina, nas décadas 60 e 70. Adolf Hitler e Benito Mussolini viram-se contemplados com seus representantes no Novo Mundo, embasados de uma geopolítica norte-americana, desenhada e estudada após vasculhado todos os princípios filosóficos, de religiosidade, hábitos, tradições e etnográficos, em grupos ou isoladamente, de nossos irmãos latinos. O nacionalismo de um lado e o totalitarismo do outro precisavam ser sistematizados numa nova doutrina, a de Segurança Nacional. E nada veio empiricamente, criaram-se escolas, com grades curriculares calcadas no espírito militarista europeu mais aprimorado.

O capitão Golbery do Couto e Silva, em 1944 vai aos EUA e torna-se discípulo da War Scholl, Escola Superior de Guerra de lá, contemporânea da Escola das Américas e de outras, do gênero. Tinham como missão principal a formação de oficiais, nos serviços de estrategia e militar, numa desagradável melopéia de anticomunismo. E nisso o gaucho do Rio Grande foi um impecável estrategista, nas oportunidades que lhes chegaram às mãos. Quis impedir a posse de JK como o foi de João Goulart na Presidência da República, participando de movimentos ao arrepio da Constituição. Chefe da Casa Civil dos presidentes Geisel e Figueiredo, capciosamente se muda para a “ditabranda”, sem forças e vontade para reagir contra as torturas, opressões e cerceamento das liberdades. Seria a ocasião de rasgar os cadernos de sua escola satã e vir para junto do povo, pregar a redemocratização, nada de gradual, rápida como foi a implantação da ditadura, de que ele foi um dos coadjuvantes. Feiticeiro e bruxa, está assim o “Dr. Go.” classificado na historiografia.

Vereadores de sua terra natal, com exceção de seu colega, Júlio Martins, aprovaram projeto visando erguer uma estátua a quem consideram benfeitor rio-grandino. Palavra de uma parcela da população local contra um Brasil ultrajado, justamente na época em que o homenageado era figura exponencial do regime de 64. Abaixo-assinado, com milhares de subscrições, circula pelo país, pedindo um basta nesse ato, que agride nossa democracia. Porém, o prefeito Fábio Branco, indiferente à história, lançou em agosto passado a pedra fundamental do monumento, coincidentemente dois meses e dez dias anteriores ao Dia das Bruxas.

Inocêncio Nóbrega é Jornalista – inocnf@gmail.com

Anúncios

2 Respostas para “Estátua à Bruxa

  1. Breno marlen

    O regime militar de 1964 MATOU MUITO MENOS do que o regime castrista em Cuba, que aliás mata e tortura até hoje. Que tal se falar disso? Aí não pode. Criticar ditadura de direita pode, ditadura de esquerda NÃO PODE !!!!

  2. tem uma materia sobre as atrocidades dos regimes comunistas e socialistas pelo mundo ,seus mandatarios e seus discipulos como Fidel , Che Guevara, Pol pot ,outros fascinoras da URSS , como alguem que diz lutava contra a ditadura para restituir a democracia foi p Cuba treinar guerrilha , se Cuba de FIDEL NUNCA foi democracia . Temos de ser imparciais , falarmos a verdade para o povo ,para que n coloquemos no poder terroristas tanto de esquerdq como de direita , e sim verdadeiros democratas comprometidos com o povo e n se lucupletando com o dinheiro publico como vemos todo dia . O sr Franklin Martins e dos idealizadores da lei de amordaçar a imprensa,como um homem desses , ,jornalista q foi perseguido pela ditadura quer aplicar os mesmos metodos comuns as ditaturas de esquerda e nas de direita . O PARTIDO NAZISTA- PARTIDO NACIONAL SOCIALISTA DOS TRABALHADORES ALEMAES . Tomara que n tenhamos entrado por caminhos obscuros ,mas isso o tempo mostrara´ analise bem os me´todos de quem estar no poder hoje , manipulaçao das massas [ mst e congeneres],repetindo mentiras ate se rem aceitas como verdade, [ assim dizia o propagandista nazista citado no site, abraços me responda .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s