Programa de Voleibol Adaptado para a terceira Idade de Registro

Interessados em participar das aulas ainda podem se inscrever na Secretaria Municipal de Esportes

Com muita disposição, um grupo de 10 moradores de Registro está provando que não existe idade para praticar atividade física.

Voleibol adaptado_Foto Liana Tami (3)

A turma faz parte do Programa de Voleibol Adaptado para a Terceira Idade da Secretaria de Esportes da Prefeitura e está treinando desde o final de abril no Ginásio Mário Covas. Sob o olhar atento da educadora física Lívia Bojczuk, os alunos se exercitam de acordo com suas limitações e encontram no esporte uma forma de trazer benefícios para a saúde de forma prazerosa.

“O convívio social é muito importante nessa fase, e aqui eles se divertem muito”, disse Lívia. O grupo cria vínculo de amizade que pode ser facilmente percebido com a vibração do time a cada ponto conquistado em jogo. De acordo com a educadora, o esporte trabalha bastante a coordenação motora e a agilidade física e, mesmo em pouco tempo de existência, o projeto já está fazendo diferença na vida dos alunos. “Uma das participantes iniciou no programa com hipertensão e atualmente a pressão dela está regulada”, citou Lívia, que acredita que o esporte foi um dos coadjuvantes para a melhoria da saúde da aluna.

Único homem do grupo, o aposentado Susumu Nakao, de 67 anos, já jogou beisebol e também pratica tênis de mesa, mas chegou até o projeto a convite da esposa, Neusa Nakao, de 65 anos. “Vi no jornal que estas aulas começariam, me interessei e chamei meu marido para me acompanhar”, revelou Neusa, que garante que esta é a primeira vez que pratica um esporte.

O Voleibol Adaptado é um jogo regulamentado baseado no voleibol tradicional, mas com algumas modificações nos fundamentos, deixando a prática esportiva mais segura para a terceira idade. A quadra, bola, rede, alturas de rede, marcação de pontos, número de jogadores, posicionamento em quadra e rodízio são os mesmos do vôlei tradicional. A diferença é que não existe a figura do líbero, nem toque ou manchete. A bola é jogada de baixo para cima com as duas mãos em um modo de jogo mais tranquilo, diminuindo o contato físico com os outros jogadores.

Para deixar a prática ainda mais segura, todos os participantes passaram por uma avaliação médica na Unidade de Saúde para fazer parte do grupo. A educadora física também realizou uma triagem prévia para conhecer a limitação de cada aluno, e durante as aulas fica atenta para estes detalhes. Antes de começar a jogar os alunos também fazem aquecimento com bola e sem bola, minimizando o risco de possíveis lesões.

A iniciativa do programa deu tão certo que o grupo planeja participar de sua primeira competição neste ano, nos Jogos Regionais do Idoso. Mas para isso precisa que mais pessoas se inscrevam para participar do projeto, pois é necessário um time de 12 atletas com mais de 55 anos para se inscrever no campeonato e algumas das participantes não atingiram esta idade.

Os interessados em entrar para o Programa de Voleibol Adaptado para a Terceira Idade podem realizar suas inscrições na Secretaria Municipal de Esportes, no Ginásio Mário Covas, pelo telefone 3821-3124. As aulas são gratuitas e acontecem nas segundas-feiras das 16h30 às 18h e nas quartas, das 16h30 às 17h30.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s