Rede de proxenetismo: “Não sei como me envolvi” – o que diz o preso de 36 anos

Após uma maratona de processo na tarde desta sexta-feira (22/3), “Maria”, de 25 anos, que parece ser o “cérebro” de uma rede de proxenetismo que exportava meninas menores de idade, foi detida de acordo com a conclusão do investigador e promotor . Sob custódia, os outros cinco réus foram libertados com restrições.

Entre eles estão um tatuador, uma mulher de 21 anos e um homem de 36 anos com nanismo. Este último apareceu em programas de TV conhecidos, enquanto participava de videoclipes e comerciais de Eleni Foreira e outras cantoras.

“Estou feliz por estar com meu povo”

'Você ainda não viu nada!' Falando para a câmera logo após sua libertação, o homem de 36 anos disse que seria difamado, ao mesmo tempo que insistia que não tinha ideia de como seu nome surgiu. mencionado no caso.

“Estou livre sem fiança. Eu acredito na justiça. Acontece que eles estão contra mim. Não estou psicologicamente doente e não machuquei ninguém. O mundo inteiro me conhecerá. Estou feliz por estar com meu povo”, disse ele.

“A justiça virá em tribunal”

Seu pai disse que toda a família ficou arrasada com o que aconteceu.

“Eu acreditava que meu filho era inocente, eles viram isso no tribunal. Temos fé na justiça grega. Criei esta criança com dor, sei quem é. Somos um modelo no bairro, nunca damos direitos”, disse ele. disse caracteristicamente.

Por fim, sua mãe também disse que acreditava na inocência do filho. “A justiça virá no tribunal. Ele será provado inocente'', disse ele.

READ  Floros está se aposentando e será o novo líder do Gita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *